quinta-feira, 14 de maio de 2009

Lista: Os 12 piores filmes da minha vida

Ver um filme é sempre usado como exemplo para uma atividade prazerosa, sinônimo de uma vida feliz ou alguma coisa pra fazermos sem conversar durante duas horas quando queremos comer alguém que não conhecemos direito.

Por alguma razão, quando se fala em ver um filme, optamos por não nos recordar que na maioria das vezes essa diversão é na verdade uma tortura de 120 minutos (paga):

1 “Matrix Reloaded”
2 “Medo e Delírio” (Não sei quem eu queria que morresse primeiro, Johnny Depp ou os fãs de Johnny Depp. Decido assim que descobrir quem depende mais de quem.)
3 “Medos Privados em Locais Públicos” (Deixei o cinema com uns 8 minutos de filme. Não insisto nessas coisas só porque paguei, da mesma forma que não termino de comer uma sanduíche estragado, só porque comprei.)
4 “Michael o Anjo Sedutor” (Esse eu nunca vi, mas nem precisa, pra saber que é uma merda.)
5 Aquele documentário dos pingüins (Esse não vi no cinema, mas gostaria, só pelo prazer de ir embora. É uma sensação de libertação maravilhosa, recomendo.)
6 “Quero Ser John Malkovich” (A primeira vez que vi um ator não convencer no papel de si mesmo.)
7 “O Senhor dos Anéis – A Sociedade do Anel” (O único bom momento de um filme longo e irritante é quando ele acaba. Nem esse pequeno prazer a primeira parte do Senhor dos Anéis consegue dar, deixando o espectador com aquele sentimento paradoxal de alívio mal resolvido.)
8 “Superman” – remake (Vi esse no cinema ao lado de um rapaz que se espantava com euforia toda vez que o Super Homem aparecia voando, salvando uma pessoa em perigo prestes a ser esmagada por um imenso bloco rochoso caindo do céu. Em nenhuma das vezes essa pessoa conseguiu antecipar, mesmo com o mais leve princípio de desconfiança, que isso poderia acontecer.)
9 “Tartarugas Ninja II” (Nem lembro direito desse, era criança quando vi. Mas lembro que tinha o Vanila Ice, acho que isso é suficiente.)
10 “Cidade dos Sonhos” (Quer transformar inabilidade para ser coerente em profundidade artística de difícil interpretação? É fácil: jogue aleatoriamente uma sequência de acontecimentos desconexos interpretados por atores muito ruins e deixe que os intelectualóides forjem um sentido e fabriquem seu status de diretor-artista-sensível-profundo-cult-muito-doido. É tipo uma música do Arnaldo Antunes, só que é um filme.)
11 “O Mágico de Oz” sincronizado com “The Dark Side of the Moon”
12*

*Escreva aqui qualquer filme estrelado por um animal de óculos escuros, Renato Aragão, Xuxa Meneghel e suas famílias.

No geral, curto filmes com várias cenas em que o protagonista rola no chão atirando em malfeitores. Eu faria isso se não tivesse labirintite. No mais, não tendo o Keanu Reeves e não sendo do David Lynch tá bom.

Pensando bem, se não tiver o Luciano Huck e a Angélica também ajuda.
***

(Parte do texto tirado da minha coluna “Malditos”, na revista Omelete Marginal: www.iu.art.br)

5 comentários:

lucy in the sky disse...

Eu pensei que fosse a unica a não gostar de Matrix e do Senhor dos Anéis...

Márcia disse...

Já rasguei muito dinheiro com filmes péssimos e alguns me traumatizaram tão profundamente que esqueci dos títulos, enredos, atores. As minhas escolhas recaem então, não necessariamente sobre os que considero os piores, mas sobre aqueles de que eu ainda me lembro (e não necessariamente nessa ordem):

- O Campeão, com Jolie pai
- O Panaca, com Steve Martin
- aquele sobre o assassinato do John Lennon
- aquele sobre a vida do John Lennon
- aquele sobre a morte do Kurt Kobain
- Pretty Woman, com Julia Roberts
- aquele sobre o assassino de velhinhas, com Tom Hanks
- aquele em que a Mia Farrow entra na tela do cinema, do Woody Allen (pré Sun Yi)
- Celebridades, do Woody Allen (pós Sun Yi)
- O sótão, com Smith Jerrod
- Sociedade dos poetas mortos
- O amor nos tempos do cólera
- remake de Por um destino insólito, da Lina Wertmüller, com Madonna e o filho do Giancarlo Giannini
- remake da Pantera cor de rosa, com Steve Martin
- Moulin Rouge, com Nicole Kidman
- Sinais, com Mel Gibson

Uma Música Por Dia disse...

Wimbledon: o jogo do amor ... esse é de ruindade raríssimas vezes vista!
Nunca vi "O Panaca" do Steve Martin, mas é uma injustiça colocar o camarada nesta infame lista!

Jane Calamidade disse...

Johnny Depp.
As pessoas parecem ter realmente um problema com ele. Deveria ser solução, mas como ele não vai comer ninguém mesmo....
E todas as mulheres o querem! Sexy e talentoso! Ham!
Medo e Delírio é realmente é um filme pra se entender em outra dimensão. Que seja dos bitolados de primeira viagem... normal e crítico não é. E não creio que tenha tido intenção de mandar recado nenhum mesmo.
Concordo até no Lynch... tão idolatrado pelos "cults" e "hypes" de plantão.
Mas Medo e Delírio é uma sátira ao mundo ridículo das drogas. Mesmo que seja também ridículo. É uma comédia trash da bad trip. Talvez vc o tenha levado mto a sério.
Creio q não deveria ser parte da lista.. :)

Labanca disse...

O nome certo é "Medos privados em lugares públicos" e você não deixou o cinema. Assistiu tudinho do meu ladinho.
Com certeza o pior filme da minha vida. Sempre que penso naquela neve caindo para mudar a cena tenho calafrios...