segunda-feira, 27 de abril de 2009

Como Seduzir no Ambiente Hospitalar (parte I)

Em 2005 fomos lançar a Quase #5 num festival tão horroroso em Belo Horizonte, que nem lembro o nome (não tô falando fo FIQ, o FIQ é massa).

Um panorama geral desse pesadelo vai sair na Quase #12, que tem uma restrospectiva no editorial desses 6 anos de revista. Mas esquecemos de escrever nesse editorial saudosista é que no tal festival, pra piorar o pesadelo, o Raul passou mal no último dia, e eu e o Juliano tivemos que levar a mala aos vômitos pro hospital e ficar lá esperando horas pra atenderem e tratarem o indigente (leia-se recomendar que ele bebesse bastante água; valeu Doutora, fez valer seu diploma). Com tanto tempo livre pra me divertir zanzando pelo hospital, fiz esse textinho aí, e Juliano bateu essas fotos maravilhosas. Até que nos divertimos enquanto Raul agonizava na fila, podre e desidratado.


COMO SEDUZIR NO AMBIENTE HOSPITALAR (parte I)
"Uma das lições aprendidas na viagem à BH foi que para arrasar corações você precisa de um bom plano. E tudo começa, é claro, com a escolha de um local propício para a caçada amorosa. Depois de muito pesquisar, nosso conquistador profissional, Daniel, que já teve em sua vida relações íntimas com quase 4 mulheres, chegou à conclusão de que o hospital de Belo Horizonte era o point da azaração, já que as gatinhas estariam solitárias e carentes devido aos mais variados tipos de doenças das quais sofriam. Precavido, nosso herói levou um exame falso para circular livremente pelo local."

2 comentários:

Porquinho disse...

Cara, ví seu comentário e procurei a Quase aqui em casa! Realmente tem muita coisa parecida. Deletei a postagem.








Mentira. Aguardo vocês no FIQ desse ano.
bjos

Anônimo disse...

vc devia te um cancer de prostata daniel...hahahahaha